sábado, 13 de julho de 2013

PRINCÍPIOS DA SABEDORIA.




PROVÉRBIOS-CAPÍTULO 5


5.1   Filho, preste atenção no que eu digo com a minha sabedoria e compreensão.


5.2   Então você saberá como se comportar, e as suas palavras mostrarão que você tem conhecimento das coisas.


5.3   Os lábios da mulher imoral podem ser tão doces como o mel, e os seus beijos, tão suaves como o azeite;
5.4   porém, quando tudo termina, o que resta é amargura e sofrimento.


5.5   Ela está descendo para o mundo dos mortos; a estrada em que ela anda é o caminho da morte.


5.6   Essa mulher não anda na estrada da vida; ela caminha sem rumo, mas não sabe disso.


5.7   Agora escute, meu filho, e não esqueça o que eu estou dizendo!


5.8   Afaste-se desse tipo de mulher. Não chegue nem perto da porta da sua casa!


5.9   Se não, outros passarão a ter o bom nome que você tinha antes, e você morrerá ainda moço, nas mãos de homens cruéis.


5.10   Sim, pessoas estranhas tomarão toda a sua riqueza, e o que você ganhou com o seu trabalho acabará nas mãos dos outros.


5.11   Você ficará gemendo no seu leito de morte enquanto todo o seu corpo vai sendo destruído pouco a pouco.


5.12   Então você dirá: — Como eu tinha raiva de conselhos! Nunca aceitei conselhos de ninguém.


5.13   Não ouvi os meus mestres, nem dei atenção a eles


5.14   e quase caí na desgraça diante de todos.


5.15   Seja fiel à sua mulher e dê o seu amor somente a ela.


5.16   Os filhos que você tiver com outras mulheres não lhe farão nenhum bem.


5.17   Os seus filhos devem crescer para ajudar você e não para ajudar os outros.


5.18   Portanto, alegre-se com a sua mulher, seja feliz com a moça com quem você casou,


5.19   amorosa como uma corça, graciosa como uma cabra selvagem. Que ela cerque você com o seu amor, e que os seus encantos sempre o façam feliz!


5.20   Filho, por que dar o seu amor a uma mulher imoral? Por que preferir os encantos da mulher de outro homem?


5.21   Deus sabe por onde você anda e vê tudo o que você faz.


5.22   As injustiças que um homem mau comete são uma armadilha; ele é apanhado na rede do seu próprio pecado.


5.23   Morre porque não se controla: a sua grande loucura o levará à cova.